Medicina

Os materiais fibrosos de aplicação médica são produtos concebidos para atender necessidades específicas, e adequados a aplicações médicas e cirúrgicas, apresentando uma influência direta no tratamento médico, cirúrgico e pós-cirúrgico do paciente. Os materiais aplicados nesta área apresentam propriedades específicas, tais como: flexibilidade, resistência, biocompatibilidade, porosidade, entre outras.

As fibras mais utilizadas em aplicações médicas são: algodão, poliuretano, polipropileno, polimetilmetacrilato, poliéster, fibras de alginato e, ainda, fibras biodegradáveis e bioabsorvíveis, como são os casos das fibras de quitina e de colagénio.

Dentro das aplicações médicas, os materiais fibrosos podem dividir-se em: materiais cirúrgicos implantáveis (tendões artificias, stents, válvulas cardíacas artificiais, próteses, etc.), materiais cirúrgicos não implantáveis (gazes, algodão, pensos, etc.), dispositivos extracorporais (rim, fígado e pulmão artificiais) e produtos de saúde e higiene (batas, gorros, campos cirúrgicos, etc.).

Arquitetura
Desporto
Medicina
Transportes