Vigilância Tecnológica

Indústria 4.0 – Economia Digital – 30JAN, IPLeiria

A indústria 4.0 é o paradigma de maior destaque na discussão da atualidade e do futuro económico do país. Considerada por muitos como a 4ª revolução industrial, será, indubitavelmente, um tópico repleto de oportunidades para todos e a Fibrenamics não poderia deixar de marcar presença no lançamento oficial das 60 medidas estratégicas, enquadradas nesta iniciativa, por parte do Governo.

A Plataforma Internacional Fibrenamics pretende estar na vanguarda da inovação e, como tal, marcou presença nesta sessão que decorreu no passado dia 30 de janeiro no IPLeira, com a finalidades de conhecer e debater as oportunidades da indústria 4.0 e, assim, transferir para junto dos seus parceiros este conhecimento para que juntos possam superar os desafios da 4ª revolução industrial.

A presença da Fibrenamics neste evento teve como objetivo a vigilância tecnológica nesta temática, o reconhecimento dos principais players e o networking com vista a criar oportunidades de inovação para si e para os seus parceiros.

O evento dividiu-se em 3 partes: uma abertura por parte do Secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, onde deu a conhecer as linhas gerais da indústria 4.0 e a premência do tópico para as empresas e a economia portuguesa; num segundo momento decorreram sessões paralelas de esclarecimentos nas temáticas da “Qualificação e Formação”, “Instrumentos de Financiamento”, “Infraestruturas”, “Desafios Tecnológicos” e “Comércio Eletrónico”, onde foi possível aos participantes discutirem os desafios e as oportunidades nestes temas, bem como encetar os primeiros contactos com as entidades envolvidas; o último momento contou com a apresentação das medidas do governo para a indústria 4.0, por parte da Deloitte, a assinatura do protocolo entre o Ministério da Economia e a COTEC Portugal, entidade que irá gerir a iniciativa, uma intervenção do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral e o encerramento a cargo do Primeiro Ministro, António Costa.

Além das sessões temáticas, foi possível apreciar a materialização da “Indústria 4.0” nas suas diferentes dimensões através da exposição de projetos e atividades distribuídos por diversas salas da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG): empresas e instituições mostraram o que de melhor se faz na área da tecnologia, robótica, eletrónica e inovação digital.

A indústria 4.0 é uma oportunidade única para as empresas e as universidades portuguesas que irá promover uma transformação digital, com o desenvolvimento de tecnologias ciber-físicas que permitem mudanças disruptivas nos modelos de produção e negócio.

Segundo um estudo da UBS, Portugal está acima da média e como a 23ª economia mais preparada a adotar a Indústria 4.0 de um conjunto de 45 países analisados, sendo de destacar as suas infraestruturas, competências gerais e capacidade de inovação.

  • As medidas que o governo apresentou pretendem atingir três objetivos centrais:
  • Acelerar a adoção das tecnologias e conceitos da Indústria 4.0 no tecido empresarial português
  • Promover empresas tecnológicas portuguesas a nível internacional
  • Tornar Portugal um polo atrativo para o investimento no contexto Indústria 4.0
  • Este programa estará divido em 6 eixos estratégicos:
  • Capacitação dos recursos humanos
  • Ecossistema de cooperação
  • Startup i4.0
  • Financiamento/apoio ao investimento
  • Internacionalização
  • Adaptação legal e normativa
  • Dentro das medidas apresentadas pelo governo, destacamos aquelas mais interessantes para os parceiros Fibrenamics:
  • Investigação em i4.0 – Apoiar o desenvolvimento de programas e parcerias de investigação no âmbito da indústria 4.0, nomeadamente através da estímulo à criação de laboratórios colaborativos, envolvendo as instituições científicas e as empresas.
  • Criação de um programa de Open Days i4.0 – Criação de um programa de open days em fábricas em Portugal com tecnologia i4.0 que visa partilhar e disseminar o modus operandi de fábricas tecnologicamente avançadas que operam em vários segmentos relevantes em Portugal.
  • Avisos específicos i4.0 – Lançamento de avisos específicos para a Indústria 4.0, com uma mobilização de até 2,26 mil milhões de euros de incentivos, através do Portugal 2020.

A Plataforma Internacional Fibrenamics da Universidade do Minho, pela sua componente de rede cooperativa, internacionalização, investigação e desenvolvimento, design e engenharia de produto e marketing tecnológico, alinha-se, assim, de forma indelével, com esta 4ª Revolução Industrial, auxiliando os seus parceiros na criação de novos bens e serviços transacionáveis e internacionalizáveis, na implementação de uma dinâmica inovadora e no envolvimento numa rede de conhecimento técnico e científico de ponta, fatores críticos de sucesso para o mercado competitivo global.

Indústria 4.0