Mensagem Editorial

Raul Fangueiro – Coordenador da Plataforma Fibrenamics da Universidade do Minho

Num planeta bastante desequilibrado sob os pontos de vista económico, social e ambiental, consequência de práticas desajustadas levadas a cabo ao longo de muitos anos, a sustentabilidade assume-me como uma das principais, senão mesmo, a principal, orientação para o desenvolvimento humano. Assim, a adoção de práticas sustentáveis, quer pelos indivíduos, quer pelas organizações, é um desígnio à escala mundial para o qual todos temos um papel a desempenhar e, sem o qual, o equilíbrio desejável entre os 3 vetores da sustentabilidade (económico, social e ambiental) continuará comprometido, pondo em causa a qualidade de vida das gerações futuras.

A Plataforma Internacional Fibrenamics, pela sua função dinamizadora de desenvolvimento de soluções, no presente, que respondam aos desafios do futuro, responde positivamente a este apelo, contribuindo para a construção de um planeta onde os nossos filhos possam usufruir de uma excelente qualidade de vida em completa harmonia com a natureza.

Neste particular, a valorização da excessiva quantidade de resíduos que a sociedade de consumo em que vivemos nos habituou a produzir, é, sem dúvida, mais um parâmetro importante da complexa equação da sustentabilidade.

A Fibrenamics tem atuado na procura de soluções inovadoras com base em resíduos, principalmente industriais, numa lógica de criação de valor a partir da incorporação de ciência e tecnologia, procurando responder às necessidades de fileiras específicas com resíduos valorizados de outras fileiras industriais. Esta estratégia de valorização rendeu já os seus frutos, como são os casos apresentados nesta edição, afirmando-se como uma vertente que continuará a ser promovida junto da rede internacional de parceiros, numa verdadeira plataforma sinérgica de geração de ideias “amigas do ambiente”.

Fibre the Future!

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter