Parceiro Fibrenamics

INOVAFIL

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Criada em 2011, a INOVAFIL é uma empresa têxtil vocacionada para a produção de fios quer de moda, quer técnicos, ambos altamente diferenciadores.

1- A Inovafil aposta na diferenciação dos produtos e na constante vigilância da qualidade através de um laboratório dentro da empresa. Como o desenvolvimento do laboratório garantiu a diferenciação ao longo do tempo?

A Inovafil dispõe de um laboratório interno, totalmente equipado com tecnologia recente, que funciona 24h/dia com o intuito de, diariamente, mostrar que o nome Inovafil é sinónimo de qualidade. Este laboratório assume grande relevância nos desenvolvimentos onde os parâmetros, tanto físicos como mecânicos, são continuamente monitorizados e ajustados para se obter o fio mais inovador com a melhor qualidade.

2 – A edição deste ano da ICNF contou com um stand vosso. Que novidades apresentaram aos participantes da conferência?

A participação na ICNF surgiu do projeto NIDYARN (Núcleo de I&D para Fios Funcionais de Elevado Desempenho) que a Inovafil tem em parceria com o Centro de Ciência e Tecnologia Têxtil da Universidade do Minho, através da Fibrenamics. Sendo a ICNF focada nos materiais fibrosos naturais, e, estando a sustentabilidade na base de vários projetos do Nidyarn, nestes três dias de conferência apresentamos produtos ecofriendly, extremamente importantes hoje em dia. Misturas com kapok, cânhamo, urtigas, algodão orgânico, entre outras estiveram presentes na ICNF.

3 – Na Inovafil trabalham com vários tipos de materiais. Qual a relevância das fibras naturais nessa panóplia de soluções e mesmo para o futuro da empresa? 

Fruto das preocupações ambientais a nível mundial, os clientes procuram diariamente materiais mais sustentáveis, e, consequentemente, as fibras naturais apresentam-se como solução. O algodão orgânico livre de organismos modificados, cânhamo, urtiga, iaque são algumas das opções que a Inovafil tem disponíveis. Além das fibras naturais, os materiais reciclados e biodegradáveis são também alvo de procura constante nos dias de hoje, havendo soluções como poliéster reciclado com marcadores na própria fibra que provam que o produto é feito com poliéster realmente reciclado; ou, poliácido lático, por sua vez biodegradável, de produção sustentável com base no milho. Uma fonte renovável que requer menos energia e emite menos dióxido de carbono comparativamente com outros polímeros e que em condições ideais de compostagem degrada-se em meses.

4 – A Inovafil é um dos parceiros mais antigos da Fibrenamics. Que vantagens encontram neste trabalho colaborativo?

A origem do nome Inovafil, está na palavra “Inovação” – a inovação está intrínseca naquilo que a empresa produz. Quando se fala em inovação é muito importante que haja um estreita ligação com as universidades e centros tecnológicos. A parceria com a Fibrenamics ajudou e ajuda a que a inovação aconteça efetivamente através da partilha de ideias, como também de equipamentos, de forma a que os produtos sejam testados a todos os níveis. A criação do núcleo NIDYARN veio reforçar este trabalho colaborativo permitindo a oportunidade de partilhar competências.