Quem somos

A Fibrenamics é uma plataforma internacional da Universidade do Minho que atua em vários setores – com destaque para a arquitetura, a construção, o desporto, a medicina, a proteção, os transportes e os têxteis-lar – abrangendo todo o extraordinário mundo das fibras.

Alicerçada numa equipa multidisciplinar, com áreas científicas que vão desde uma multiplicidade de engenharias (Têxtil, Civil, Polímeros, Biomédica, Mecânica, Materiais, Química, Eletrónica, etc.) até às ciências humanas e da comunicação, a Fibrenamics possui 15 patentes, mais de 500 artigos publicados em conferências e revistas científicas, e tem diversos produtos inovadores desenvolvidos conjuntamente com agentes industriais que estão a ter sucesso no mercado. A rede de parceiros da plataforma já conta com mais de 200 entidades, quer do Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN) e internacional, quer agentes empresariais, escolas básicas e secundárias e meios de comunicação social.

Internamente, a equipa Fibrenamics divide-se por grupos de trabalho, com três propósitos diferentes: investigação fundamental; investigação aplicada; e marketing, comunicação e multimédia.

O grupo de investigação fundamental dedica-se à produção de conhecimento científico, que é a base de todo o trabalho do grupo de investigação aplicada. Nele podemos contar com o contributo de alunos de doutoramento e pós-doutoramento de diversas áreas.

A resposta a problemas reais da sociedade e transferência de tecnologia para o mercado, sob a forma de produtos inovadores e alicerçada na junção do conhecimento científico com a capacidade tecnológica empresarial dos parceiros Fibrenamics, é a grande missão do grupo de investigação aplicada. Este grupo desenvolve projetos de investigação e desenvolvimento tecnológico diretamente com o tecido empresarial originando, assim, a colocação no mercado de produtos inovadores de valor acrescentado.

Ao grupo de marketing, comunicação e multimédia compete divulgar a plataforma em todas as suas vertentes, estabelecendo parcerias, divulgando projetos e produtos a todos os públicos-alvo, sendo o principal veículo de comunicação com o mercado. É ainda da responsabilidade deste grupo levar a cabo a partilha e a interação entre os diversos agentes da inovação através de atividades de transferência de conhecimento, como cursos de formação avançada, workshops, conferências, entre outros.

Missão

A plataforma internacional Fibrenamics da Universidade do Minho tem como missão ser o denominador comum para a inovação e cooperação multissectorial, contribuindo para o desenvolvimento socioeconómico e a competitividade empresarial, de forma sustentada, a curto, médio e longo prazo. Porque acreditamos que as fibras são o futuro, trabalhamos, diariamente, com um objetivo claro: ‘Fibre the Future’

Visão

A Fibrenamics está focada em promover, valorizar e responder às necessidades de I&D dos seus parceiros, ao mesmo tempo que contribui para o incremento qualitativo e quantitativo do conhecimento científico respeitante ao extraordinário mundo das fibras.

História

A Fibrenamics granja da experiência acumulada dos muitos anos de trabalho do Fibrous Materials Research Group (FMRG) da Escola de Engenharia da Universidade do Minho, da qual o coordenador da Fibrenamics, Raul Fangueiro, faz parte. Fruto dessa experiência, nasceu, em 2011, o projeto Fibrenamics, no âmbito do programa Ciência Viva, que se apresentou com o objetivo de desenvolver conteúdos para a divulgação, nos media, acerca dos últimos progressos na área dos materiais à base de fibras, bem como o de levar o extraordinário mundo das fibras até às escolas básicas e secundárias. Os excelentes resultados do projeto – que incluiu a produção de uma série documental exibida na RTP2 – permitiram a evolução da plataforma no sentido daquilo que é hoje: o agregador de todos os que acreditam que o futuro está cheio de fibra e um dinamizador do desenvolvimento de produtos inovadores através do fomento da relação universidade-empresa.

Em 2015, a investigação aplicada até então pertencente ao FMRG passou também a estar integrada nas valências da Fibrenamics, dando origem ao que é hoje o trabalho da atual Plataforma Internacional Fibrenamics da Universidade do Minho.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter