LMA_PRO – DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA FIBROSO MULTICAMADA PARA A PROTECÇÃO CONTRA O CORTE

01-04-2012 a 31-03-2015

O projeto LMA_PRO (Projeto QREN nº 2012/24739), promovido pela LMA- Leandro Manuel Araújo Lda (Portugal), é co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN).

O vestuário de proteção para pessoas que trabalham na área florestal é extremamente importante, sendo que, atualmente, por exemplo, na Alemanha, existem cerca de 25.000 pessoas que laboram nesta área. O vestuário de proteção deve ser resistente ao corte, ou seja, deverá ser capaz de travar qualquer máquina cortante em trabalho tão rapidamente que consiga proteger o utilizador. Estima-se que nas atividades florestais existam cerca de 1 em cada 12 acidentes provocados pela utilização de motosserras.

Neste sentido, no âmbito deste projeto, criado através de um consórcio entre a LMA e a Plataforma Internacional Fibrenamics da Universidade do Minho, o objetivo foi desenvolver uma estrutura inovadora multicamada para proteção ao corte provocado por uma motosserra manual, utilizando materiais e estruturas fibrosas avançadas.

Foi desenvolvida uma estrutura multicamada inovadora que foi projetada para desempenhar diversas funções, recorrendo à tecnologia das malhas de trama. Assim, a estrutura comtempla três camadas que proporcionarão as seguintes funções:

– Camada junto ao corpo: conforto por via de termorregulação, gestão de humidade, respirabilidade, etc.;

– Camada intermédia: proteção contra o corte por via da utilização de estruturas de malha com comportamento auxético em combinação com materiais fibrosos de elevada rigidez;

– Camada exterior: composta por bolsas contendo fibras soltas que, quando em contacto com a corrente da motosserra, a fazem parar imediatamente pelo bloqueamento proporcionado pelas fibras libertadas pelas bolsas.

Para além da proteção, o desenvolvimento deste produto também deu particular atenção à ergonomia exigida por este público-alvo. Como se trata de uma profissão que requer movimento por vezes repentinos, o design do vestuário apresenta aspetos de mobilidade importantes, que facilitam o dia-a-dia dos utilizadores.

Conceito de desenvolvimento:

Características da estrutura multicamada:

  • Liberdade de movimentos
  • Adaptável
  • Leve
  • Facilidade de manutenção
  • Repelência a insetos
  • Elevada resistência ao corte por motosserra

Como resultados finais obteve-se o desenvolvimento de umas calças de proteção contra o corte provocado por motosserras manuais com as seguintes propriedades:

Camada de proteção:

A estrutura selecionada para a camada de proteção foi o tecido tafetá na composição 100% poliamida Cordura® com um acabamento de silicone. Concluiu-se que o melhor tecido seria o que contém acabamento uma vez que a corrente não corta de imediato o tecido, existindo um deslizamento, o que é uma vantagem para o vestuário de proteção ao corte de motosserra, permitindo ao utilizador maior tempo reação aquando um acidente.

Camada intermédia:

A estrutura selecionada para a camada intermédia foi a malha de trama com fio de polipropileno multifilamentos inseridos no sentido das fileiras. Foram colocadas 4 camadas da referida malha sobrepostas com os fios orientados a 90˚. Isto foi feito porque após a realização e análise dos resultados, foi possível concluir que a orientação dos 90˚ apresentava melhores resultados: para além do tempo de paragem da corrente ser inferior quando aplicada na malha com orientação de 90˚, esta também apresenta profundidade reduzida de corte.

Camada de conforto:

Para a camada de conforto foi selecionada a malha de teia com a composição 100% poliéster coolmax, na medida em que esta malha apresentou propriedades de excelência para a finalidade pretendida.

Consórcio

Financiamento

LMA
Universidade do Minho
Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter